[FP] VANCE, Clarissa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] VANCE, Clarissa

Mensagem por Convidado em Qui Jul 31, 2014 9:34 pm



clarissa lisbeth vance
you made me my own worst enemy
THE GORGEOUS CHOSEN. 22. PIANIST. DARIA SIDORCHUK.
✭✭✭✭✩ / ✭✭✭✭✭

Capítulo I
Os Vance, conhecidos pelo mundo como o possuidores do sangue mais abençoado para a arte, pintores, compositores, musicistas, todos com talentos descomunais. Ao nascer com o tal sobrenome era fadado a uma vida de um talento a mostrar e uma reputação a manter, e não foi diferente com Clarissa, filha de Theodore, um dos mais renomados pintores da atualidade, e Francesca, uma ex-atriz que trocara as filmagens pelos concertos ao som de seu violino. A filha mais velha do casal, sendo assim a herdeira, o que lhe trazia mais uma tonelada de regras e deveres.

Sua paixão pelo piano começou cedo, aos quatro anos foi encontrada pelo pai brincando com as teclas de um dos pianos da casa. Ele não perdeu tempo e logo começou a investir em aulas com os melhores professores para filha, não apenas para as aulas de piano, que apesar de ser as quais eram mais duras, também haviam as de canto, desenho e etiqueta para torná-la uma perfeita dama, e as de esgrima e artes marciais, porque ele não se contentaria com uma herdeira boa em apenas nas artes... Pacificas, ela também teria um lado ofensivo. Com oito anos já fazia seus concertos e era exibida para mundo como mais uma obra prima dos Vance.

Sua opinião e vontade nunca foram importantes, portando, teve que aprender tudo o que lhe ensinavam gostasse ou não. E ela não tinha direito a falhas, os Vance não erravam, eles tinham de ser perfeitos, ao menos fingir que eram na frente do público, e para isso precisavam treinar e treinar. Piano sempre foi sua maior paixão e seu amor mais singelo, mas a pressão que era colocada sobre ela era tanta que às vezes perdia sua vontade de tocar, embora nunca tenha parado, não tinha tal direito. Francesca usava as aulas de violino para dar um alivio a filha, aquela era a única aula na qual o pai não a acompanhava de perto, a castigando pelo menor erro, assim, aprendeu a tocar o instrumento com beleza e o amor dado pela mãe.

Mas aquilo não era o suficiente para suavizar as coisas, os holofotes, os erros, a ira do pai e suas eternas e implacáveis ordens, tinha que suportar tudo até se encontrar sozinha em seu quarto, onde podia chorar e abafar seus gritos com o travesseiro. O único que tinha conhecimento sobre suas noites tormentosas era seu irmão um ano mais novo, Cameron, o qual conseguia ouvir os sons da irmã pela parede do seu quarto por mais que ela tentasse ser silenciosa. Muitas noites ele entrou no quarto da menina e a deixou que se enconde-se em seus braços, vendo a grandiosa e esplendorosa Clarissa Vance, tornar-se uma menina de treze anos desesperada, que se escondia nos longos cabelos ruivos e agarrava-se com força a cintura do irmão, como se fosse despencar se não segurasse forte o bastante.

A menina de treze passou para os quatorze, quinze, até tornar-se uma mulher com seus dezoito, ela já não chorava mais, porém continuava a usá-lo de âncora, mas eram raras as noites que ela ia chamar Cam, até a doença de Francesca se tornar-se evidente e Clarissa ter que lidar com a perda da mãe e sua melhor professora, e um pai mais severo e cruel ainda, ele não a batia desde seus doze anos, mas voltou a acertá-la com as mãos firmes e duras, não se importando em deixar marcas contando que não fosse no rosto e mãos, que deviam sempre estar em perfeito estado para as câmeras e para o piano, que com os anos tornou-se sua salvação, mas também sua perdição.

Então as luzes se ascendiam, a plateia esperava por mais um espetáculo, e ela se entregava ao seu piano, como uma mãe reencontrando um filho depois de muito tempo, com amor, com intensidade e com dor, mas a dor era necessária, a tortura psicológica era o que trazia a verdadeira beleza, assim como os calmantes lhe traziam o sono, pois se havia uma pessoa mais exigente com Clarissa que Theodore, era a própria Clarissa, suas noites eram tão cheias de caos que não havia outra forma de dormir. Mas ninguém fora dos Vance precisava saber disso, ela fora treinada para agradar e encantar e fazia isso muito bem. As revistas e programas sempre as descreviam como uma das mais adoráveis Vance de todos os tempos, simpática e cativante, conquistando a todos não apenas com sua música, mas também com sua personalidade doce, tranquila e generosa. Clarissa era um anjo sem asas. Um anjo que havia despencado e se quebrado, e sofria diariamente com o fato de não poder mais voar.


Conhecimento
☪ Tocar Piano {Mestre}
☪ Tocar Violino {Mestre}
☪ Cantar {Avançado}
☪ Desenho {Avançado}
☪ Etiqueta {Mestre}
☪ Acrobacia {Avançado}
☪ Esgrima {Mestre}
☪ Ambidestria {Avançado}
☪ Furtividade {Bom}
☪ Luta às Cegas {Bom}

Objetos
☪ Isqueiro de Ouro;
☪ 5 Maços de Cigarro;
☪ Fracos de Benzodiazepínicos(Tranquilizante);
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] VANCE, Clarissa

Mensagem por Alpha em Qui Jul 31, 2014 9:53 pm

aprovada
Uma das mais adoráveis de toda família Vance! Sim, pessoal, Clarissa Vance estará no show, porém, infelizmente não temos certeza de que haverá um piano lá. Esperamos ao menos que ela mantenha-se tão calma e adorável como é, não?



avatar
Mensagens : 80

Origem : -

never close your eyes over here
Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum